fbpx

Dicas de Leitura: descubra outros povos, novos lugares e melhor, sem sair do lugar!

formigueiroOKFormigueiro de Myrakãwéra

YAMÃ, Yaguarê – Editora Moderna

Você está preparado para conhecer a história de Myrakãwéra? Yaguarê Yamã reúne a lenda dos parintins e dos maraguás, povos indígenas do Amazonas, para contar as aventuras dos curumins Ãgnáw e Ãgapany na região amaldiçoada de Myrakãwéra.

Ninguém está a salvo dos temidos mortos-vivos e das formigas gigantes que aterrorizam o lugar!

Conto indígena

Os cinco esquisitoscincoOK

ALEMAGNA, Beatrice – Editora WMF Martins

Eram cinco. Cinco esquisitos. Eles não conseguiam fazer nada na vida, nem tinham vontade de fazer grande coisa. Certo dia, ninguém sabe de onde, chegou um sujeito extraordinário.

Com ilustrações e texto muito bem-humorados, Beatrice Alemagna mostra que às vezes as esquisitices são muito menos esquisitas e as perfeições muito menos perfeitas do que parecem.

Conto – Diversidade

HistoriasHistórias de A a Z

VON, Cristina – Editora Callis

Quantas histórias cabem no alfabeto? Será que Sá para inventar um mundo diferente com cada letra, de A a Z? Os 26 micro-contos desde livro provam que sim. E que histórias eles trazem! Inusitadas, irreverentes e nada indecisas. Umas simpáticas, e outras muito surreais.

Conto – Abecedário

 

AchimpaachimpaOK

SOBRAL, Catarina – Editora WMF Martins Fontes

Um dia, saindo de um velho dicionário, surge a palavra ACHIMPA. É uma palavra desconhecida e todos tentam adivinhar o que ela significa.

Surgem as hipóteses mais extravagantes, que nos fazem pensar na função das palavras de uma maneira das mais divertidas.

Conto

porcoOKO porco mágico

MONFREID, Dorothée de – Editora WMF Martins Fontes

Quem não sonha em encontrar um mágico que realize seus desejos? Pois um dia Josete viu um porco na janela e teve certeza de que ele era mágico. Os dois saíram pelo mundo e a eles reuniram-se o coelho, o gato, o cachorro e o burro. Juntos, cada um fazendo sua parte, conseguiram realizar os desejos de todos.

Mas… será que o porco era mágico, mesmo?

Conto

 

Ética e vergonha na cara!etica02

CORTELLA, Mário Sérgio, BARROS F., Clóvis de  – Editora Papirus

Jogar lixo no chão, colar na prova, oferecer dinheiro em troca de algum benefício – todos esses são comportamentos que podem ser facilmente percebidos em nosso dia a dia, quase como se fossem situações corriqueiras e típicas da cultura brasileira. Mas de que maneira isso se reflete na formação de crianças e jovens? A corrupção estaria mais próxima de nossa vida cotidiana do que gostaríamos de supor?

Como Mario Sergio Cortella e Clóvis de Barros Filho discutem neste livro, seja em casa, seja na escola ou no trabalho, muitas vezes os meios utilizados para alcançar um objetivo acabam sendo tratados como uma questão menor diante dos resultados obtidos.

Os autores lançam aqui uma importante reflexão sobre o modo como orientamos nossas escolhas, mostrando de que forma a vergonha encontra seu lugar na ética, a fim de que possamos pensar e agir para além do comodismo e dos prazeres individuais.

Ética – Valores – Família

diarioBanana02Diário de um banana: maré de azar, v. 8

KINNEY, Jeff – Editora Vergara&Riba

Greg Hefley está chateado. Seu companheiro de todas as horas, Rowley, o abandonou, e encontrar novos amigos na escola acabou se revelando uma tarefa muito difícil. Para mudar de estratégia, Greg decide arriscar e tomar decisões de acordo com sua sorte. Será que um lance de dados pode mudar as coisas, ou a vida de Greg está destinada a ser uma maré de azar?

“É uma das séries infantis de maior sucesso de todos os tempos.”

Aventura – Diário

 

O velhinho do Kamishibai, o poeta de cordel e o menino-pêssegovelhinho

SOMBRA, Fábio – Editora Giramundo

O poeta Valdemar Libório acaba de chegar a São Paulo, vindo do interior de Pernambuco. Ele tenta, sem muito sucesso, vender seus folhetos de cordel em plena Praça da Liberdade. Quando já estava para desistir, Valdemar tem um encontro com um simpático contador de histórias japonês que o apresenta a uma arte tradicional do seu país.

Uma história de amizade e cooperação, que também nos fará conhecer uma das mais queridas lendas japonesas – a de Momotarô, o menino-pêssego.

Literatura de cordel – Conto japonês

 

jobsOKDVD

Jobs: alguns fazem o possível, ele criou o impossível. Inspire-se

STERN, Joshua Michael (dir.) com KUTCHER, Ashton

A história da ascensão de Steve Jobs, de rejeitado no colégio até tornar-se um dos mais reverenciados empresários do universo da tecnologia no século 20.

A trama passa pela jornada de autodescobrimento da juventude, pelos demônios pessoais que obscureceram sua visão e, finalmente, pelos triunfos que transformaram sua vida adulta.

Arte – Biografia – Steve Jobs

 

O jumento e o boi em cordeljumentoOK

BONFIM, João Bosco Bezerra – Editora Caramelo

A vida naquela roça não era mesmo maneira- era o homem na enxada e a mulher na peneira, com os meninos ajudando desde a hora primeira. No sertão brasileiro, muitas histórias foram e são ainda ouvidas dos mais velhos.

Este reconto segue a tradição do cordel brasileiro – arte de contar histórias em versos, herdada dos europeus e recriada no Nordeste.

Conto – Literatura de cordel

raimundoOKSe eu não me chamasse Raimundo

RICARDO FILHO – Editora Globo

Raimundo, o protagonista do livro, tem doze anos e não gosta do seu nome. Além disso, ele enfrenta o grande desafio de vencer o câncer. Nessa batalha, ele tem aliados importantes – Pedrão e Alice, os pais que procuram disfarçar a preocupação, e a enfermeira Joana, sempre risonha e carinhosa.

O garoto conta ainda com um recurso valioso – sua imaginação. É ela que o faz viajar na história. A ‘terra dos meninos pelados’, livro que a enfermeira Joana lê para as crianças durante o tratamento da doença.

Para Raimundo, a aventura tem um significado especial, já ele e o protagonista de cabeça pelada e olhos bicolores têm o mesmo nome.

Conto – Ficção

Um outro país para Azzi              HQazzi

GARLAND, Sarah – Editora Pulo do Gato

Azzi e seus pais correm perigo. Eles precisam fugir às pressas, deixando para trás sua casa, seus parentes, seus amigos, suas profissões e sua cultura. Ao embarcarem rumo a um país desconhecido levam, além da pouca bagagem, a esperança de uma vida mais segura.

Baseada na experiência de trabalho entre famílias de refugiados, a autora e ilustradora Sarah Garland conta, com ternura e profundidade, a história comovente de uma família que é obrigada a viver um difícil deslocamento enquanto seu país é devastado pela guerra. Azzi terá de enfrentar a saudade que sente da avó e muitos desafios: aprender outra língua, acompanhar o desalento dos pais, adaptar-se à nova casa e cidade, frequentar a nova escola e fazer novas amizades.

Um outro país para Azzi, um livro ilustrado na forma de quadrinhos, introduz aos pequenos leitores, com sensibilidade e veracidade, o que é ser uma criança refugiada. Simbolicamente, Azzi — e o leitor também — vai se dando conta de que, apesar do sofrimento, é possível adaptar-se à nova terra, como o pé de feijão que ela planta e vê crescer.

Um outro país para Azzi recebeu à aprovação da Anistia Internacional.

Aventura – Guerra – Imigração

Solange Braga – Bibliotecária

 

 

Assine nossa newsletter