fbpx

O Jogo e a Aprendizagem – 2º Ano

Os jogos, no ensino da Matemática, não só estimulam o desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático, como também propiciam a interação e o confronto entre diferentes formas de pensar.

Desta forma, os jogos São uma excelente maneira de possibilitar aos alunos aprender Matemática e a desenvolver sua competênciasocial.

Os alunos em situações de jogo vivenciam experiências com características sociais e culturais, provocando a descentração, a aquisição de regras, a expresSão do imaginário e a apropriação de conhecimentos.

Porém, um jogo de Matemática nem sempre envolve somente os números, como os já conhecidos Dominó, Bingo e Roleta. Temos muitos jogos que não que não usam números, mas que implicam raciocínio matemático e envolvem Espaço, tempo, velocidade e lógica como o Resta Um, Damas, Pega Varetas,Trilha, Damas, Jogo da velha entre outros.

Além disso, os jogos possibilitam o desenvolvimento de estratégias, o estabelecimento de planos e a Avaliação da eficácia das jogadas de acordo com os resultados obtidos. Ou seja, por meio dos jogos podemos trabalhar, de maneira lúdica, conteúdos importantes na educação Matemática.

Jogando, os alunos vivem situações que, se comparadas a atividades repetitivas, exigem soluções reais, pensadas, originais e rápidas. Por seu caráter lúdico, os jogos permitem que os alunos executem repetidas vezes diferentes cálculos, como por exemplo, a soma dos pontos de dois dados, cuja forma de resolução é muito mais significativa do que efetuar uma lista de operações descontextualizadas.

Brincar é fonte de atividade, de manipulação de objetos, de lazer, mas é, simultaneamente, fonte de conhecimento. O brincar também está integrado ao desenvolvimento social, emocional e intelectual. é esta natureza do jogo que nos leva a considerar o brincar parte integrante da atividade educativa.

Profs. Daniela, Elen e Luciana.

Assine nossa newsletter