fbpx

Biblioteca: indicações de leitura

Contos brasileiros 1

RAMOS, Graciliano, BRANDÃO, Ignácio de L., …[et al]

 Editora Ática – Coleção Para Gostar de Ler, v. 27

 A paixão pelo ofício de escrever e contar histórias reúne neste volume sete grandes escritores de épocas e estilos diferentes. Lima Barreto se definia como “mulato, sem dinheiro, mas livre”, num Brasil ainda cheio de resquícios escravocratas. Já Graciliano Ramos precisou enfrentar a repressão e a censura do Estado Novo. Ignácio de Loyola Brandão sentia desde criança que seria escritor; já Luiz Vilela nunca procurou saber por que escrevia. Stanislaw Ponte Preta gostava mesmo de contar histórias engraçadas. Marcos Rey tinha atração pelas palavras, mesmo sem saber ler, assim como José J. Veiga. Com muita arte e sensibilidade, eles revelam diferentes aspectos da chamada “realidade brasileira”, mostrando o que mudou durante os anos na História do nosso país.

Duda bocuda

VIEIRA, Andréia

Editora Scipione

Duda Bocuda era uma menina fofoqueira de primeira. Não conseguia guardar nenhum segredo! Mas de uma maneira inesperada e divertida, aprendeu uma lição em sua vida.

 Pé de cobra, asa de sapo

OLIVEIRA, Rafael Soares de

Editora Ática

Quem tem medo de ogro, vampiro, mula sem cabeça e bruxa? Todo mundo, claro! Dizem que eles estão por aí há muito e muito tempo com garras e dentes só esperando o momento certo para aparecer… Será? Agora você tem a chance de descobrir o que esses monstros acham deles mesmos. Um divertido desfile de seres mitológicos de todos os cantos do mundo, traduzindo em versos, rimas e desenhos.

 Dom Casmurro   Audiolivro

ASSIS, Machado de

Editora Audiolivro

Publicado em 1899, Dom Casmurro é uma das obras da literatura brasileira mais traduzida para outros idiomas. Neste clássico de Machado de Assis, o solitário Bentinho relembra sua vida e o seu amor pela bela e intrigante Capitu, partilhando conosco o ciúme e a desconfiança que encheram de amargor a sua vida. Obra imprescindível para aqueles que desejam conhecer o legado desse grande autor.

Os homens que não amavam as mulheres, v. 1

LARSSON, Stieg

Editora Companhia das Letras – Coleção Millennium

“Os homens que não amavam as mulheres” é um enigma a portas fechadas – passa-se na vizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou.

 A educação de pequena árvore  DVD

FRIEDENBERG, Richard – Paramount Filmes

Durante a Grande Depressão americana, período que sucedeu a Quebra da Bolsa de Nova York, o menino Pequena Árvore se vê obrigado a viver com seus avós nas montanhas Smoky, no Tennessee. Mais do que aprender sobre a cultura de seus antepassados Cherokees com a ajuda de seu amigo Willow John e da avó, Pequena Árvore aprenderá a viver numa época tão difícil seguindo o modo de vida dos brancos, como seu avô.

 Cachinhos dourados

PAROT, Annelore – Editora Companhia das Letras

Coleção Para ler e tocar

Era uma vez uma mamãe ursa, um papai urso e um filhinho urso, que viviam em uma bela casa na floresta. Um dia, ao voltarem de um passeio, encontraram a casa toda revirada e uma menina de cabelos cacheados e amarelos como ouro dormindo na cama do ursinho. Pena que, ao acordar, ela ficou assustada e fugiu. O pequeno urso nem pôde convidá-la a conhecer sua casa. Nas ilustrações desta edição, as crianças poderão tocar a pelagem dos ursos, o assento das cadeiras e o tecido dos lençóis. E também, ao puxar as setas, descobrir a Cachinhos Dourados dormindo e vê-la fugir para dentro da floresta.

 O alvo

BRENMAN, Ilan

Editora Ática

Numa cidadezinha da Polônia do século XIX, há um velho professor que ajuda as pessoas contando histórias. O que mais intrigava a todos é que ele sempre encontrava a história certa, para a pessoa certa, no momento certo. Um dia, um de seus alunos lhe pergunta como ele conseguia acertar tanto. É claro que o velho professor responde contando outra história.

 TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA  HQs

BARRETO, Lima,1881-1922

Editora Ática

Escrito por Lima Barreto no começo do século XX, ‘Triste Fim de Policarpo Quaresma’ narra a luta quixotesca de um nacionalista pela salvação do país. Policarpo Quaresma é um brasileiro convicto – patriota ao extremo, ele passa grande parte do seu tempo lendo e tendo ideias mirabolantes para o progresso do país. Mas seus sonhos em pouco tempo se adequam à realidade. Esta adaptação para os quadrinhos foi conduzida pelo roteiro de Luiz Antonio Aguiar e pelos desenhos de Cesar Lobo.

O patinho feio

KERLEROUX, Dan

Editora Companhia das Letras – Coleção Para ler e tocar

Escrito por Hans Christian Andersen, é um dos contos mais conhecidos do mundo, que, de geração em geração, faz sempre um grande sucesso. A história, em que estão reunidos diversos temas importantes – o abandono, as diferenças entre os indivíduos, a aventura, a metamorfose -, agrada mesmo aos mais pequeninos. Nas ilustrações desta edição, com detalhes feitos de materiais de diferentes texturas, as crianças poderão tocar os ovos da mãe pata, a pena do chapéu do caçador, a plumagem macia do cisne. E, no final do volume, uma dobradura revela o belo animal em que o patinho se transformou.

Em que planeta você vive, Clarice Bean?

CHILD, Lauren

Editora Ática – Coleção Clarice Bean

Clarice Bean está aprendendo sobre o planeta Terra e o meio ambiente na escola. O tema é muito legal: difícil é agüentar fazer trabalho em dupla com o menino mais chato da turma. Muito mais divertido é participar do protesto ecológico organizado pelo seu irmão. O problema é que a professora não está nem um pouco convencida disso.

Purê de maçã

VERPLANCKE, Klaas

Editora Scipione – Coleção 4 Cantos

Um pai forte, com o rosto lisinho, capaz de curar as dores do filho e que, ainda por cima, tem os dedos com gosto de purê de maçã, é sempre uma alegria. Mas às vezes, quando esse pai fica cansado, bravo, aí vem tempestade na certa! Neste livro cativante, a criança percebe que, apesar de todos terem bons e maus momentos, o importante é a força e a permanência da relação entre pai e filho.

Bateu bobeira e outros babados

ABRAMOVICH, Fanny

Editora Moderna – Coleção Veredas

Caia de cabeça no clima das academias, cabeleireiros badalados; das brigas com o pai, com a mãe, com os colegas ou paqueras; no clima das atrações fulminantes, dos “canos” não explicados, das ferradas na escola, da falta de grana e de muitos outros babados que detonam no mundo da moçada. A identificação é instantânea. Não tem como escapar. O leitor vai se flagrar nessas histórias. Não deixe bater bobeira e curta a leitura.

Gente bem diferente

MACHADO, Ana Maria

Editora Quinteto Editorial

Essa é a história de uma família aparentemente normal, mas que vai se revelando especial a cada descoberta dos netos Rodrigo e Andréia. Será essa uma família igual às outras ou uma muito especial cheia de segredos e de identidades secretas e misteriosas? Para saber, trate de ler. A história contada pelo Rodrigo e os versinhos inventados pela Andréia. E no final ainda tem mais, adivinhe se for capaz.

 Diário de um banana, v. 5

A verdade nua e crua

KINNEY, Jeff

Editora Vergara & Riba

Greg é um garoto comum de 11 anos que vai à escola e enfrenta os desafios da pré-adolescência como milhões de outros. O que o torna tão especial é a vontade de dividir essas experiências com todo mundo, para o caso de tornar-se rico e famoso quando crescer. E é por isso que ele escreve um diário – ou Livro de Memórias. No quinto volume da série, Greg Heffley, o Garoto Banana, se vê diante de novos desafios e vai ter de se superar para dar conta de todos eles. Logo ele, que sempre teve tanta pressa para crescer, começa a se questionar se vale mesmo a pena ingressar tão rápido no ‘mundo adulto’. De uma hora para outra, ele tem de encarar as tão desejadas – e temidas – festas para garotos e garotas, o aumento das responsabilidades em casa e na escola e – horror dos horrores – as mudanças em seu próprio corpo.

 E para aqueles que amam HQs: “Cidade em quadrinhos”

Acesse o link: Gibiteca

Fonte: Guia Folha encarte do Jornal Folha de São Paulo 27/04/2012.

Assine nossa newsletter