fbpx

Dicas de leitura

Novas aquisições e indicações de leitura

O direito de ser criança: como vivem as crianças do mundo

SMITH, David J.  – Editora Melhoramentos

Em “O Direito de Ser Criança: como vivem as crianças no mundo”, os jovens leitores descobrirão que as crianças vivem de maneira muito diferentes: nem todas têm acesso a água e ar limpo, a comida adequada, a assistência médica, a escola de qualidade e a outras necessidades básicas. Para diminuir as desigualdades, a maioria dos países assinou a Convenção sobre o Direito da Criança, da ONU. Trechos dessa convenção complementam as histórias deste livro e indicam melhorias das condições de vida das crianças.

Onde está o meu Deus? Entrevista com Santo Agostinho

SANTO AGOSTINHO – Editora Quadrante

Por que o maior intelectual do século V d.C., protótipo do homem bem-sucedido, se teria convertido ao cristianismo, num processo longo e doloroso? E que teria esse homem a dizer-nos sobre as suas lutas interiores… que são também as nossas? Sobre dúvidas, angústias, incertezas, anseios e esperanças, alegrias verdadeiras e alegrias falsas? Sobre a sua oração, os seus anelos, os seus desejos – e os nossos? E sobre essa felicidade ‘que tantos procuram e ninguém tem’? Este livro procura, sob a forma de uma entrevista, desvendar um pouco da vida íntima desse grande clássico e grande santo. Diz algum dos seus biógrafos que Agostinho foi ‘um dos homens que mais se confessaram’ em toda a História. Com efeito, é o primeiro autor que teve a coragem de expor todos os matizes claros e escuros do seu mundo interior, com uma sinceridade que às vezes nos confunde – porque nela nos reconhecemos a nós mesmos. Mas, ao contrário de tantas personalidades atuais que fazem questão de expor as suas intimidades na mídia, Agostinho não monologa diante de um público; quando escreve, quando prega, mesmo quando se envolve em controvérsias teológicas, o bispo de Hipona dialoga com esse Deus para Quem se sente atraído com todas as suas forças. Talvez fosse mais exato dizer, por isso, que Agostinho foi ‘um dos homens que mais conversaram com o seu Deus’. Que tem a dizer-nos um homem desses? Depois de ler estas páginas, talvez invertamos a pergunta; houve alguma coisa nossa sobre a qual não tivesse algo a dizer-nos?

Como um romance

PENNAC, Daniel – Editora Rocco L&PM

‘Como um romance’ mostra que a magia da leitura perde-se quando o livro deixa de ser ‘vivo’ – quando a narração ao pé da cama, na infância, passa a ser a leitura obrigatória do programa escolar. Lendo para seus alunos, Pennac os fez perceber que Dostoiévski, Tolstói, Calvino, García Márquez, John Fante, todos, não importando a forma escolhida, contam uma história. Para entendê-la, basta voltar ao despudor da primeira infância, de querer tudo descobrir.

Dicionário de locuções e expressões da língua portuguesa

ROCHA,  Carlos Alberto de Macedo – Editora Lexikon / FAPERJ

Este dicionário reúne locuções e expressões da língua portuguesa, apresentando seu significado (ou significados) e, muitas vezes, também achegas que buscam expandir o conhecimento sobre os assuntos tratados. São quase 18 mil locuções listadas alfabeticamente, entre entradas principais e variações, que também podem ser localizadas a partir de um Índice Remissivo com cerca de 7.400 termos em português e em outras línguas.

Frankenstein em quadrinhos   HQs

SHELLEY, Mary – Editora Peirópolis

Nesta edição, a artista plástica Taisa Borges é a responsável pela bela versão em linguagem de HQ da narrativa criada pela inglesa Mary Shelley em 1817. A terrível trajetória de Victor Frankenstein é ilustrada de forma a alcançar em imagens toda a delicadeza e profundidade dos temas que atravessam a história e que ainda hoje ecoam na cultura, como as contradições que envolvem o desenvolvimento da ciência frente aos mistérios da natureza, o desejo de realizações grandiosas em contraponto ao sossego da vida doméstica, a dificuldade de o homem exercer uma conduta acolhedora frente a um outro radicalmente diferente.

Conto de escola em quadrinhos  HQs

ASSIS, Machado de – Editora Peirópolis

Neste álbum, o quadrinista Silvino transpõe para os quadrinhos uma obra de Machado de Assis: o célebre “Conto de escola”, integrante do livro Várias histórias (1896). Silvino, grande admirador de Machado, valeu-se da elegância e da sagacidade do escritor para realizar sua tradução em imagens. Conto de escola em quadrinhos traz o texto integral. O álbum contou com a consultoria literária do professor de literatura Maurício Soares Filho, que assina o prefácio.

Robinson Crusoé

DEFOE, Daniel – Editora Penguim Cia. das Letras

O argumento básico de Robinson Crusoé é universalmente conhecido. Isolado em sua “Ilha do Desespero” (ao largo da atual Venezuela) após um trágico naufrágio, o marujo inglês luta pela sobrevivência valendo-se de todos os escassos meios a seu alcance. Com o tempo e os utensílios recuperados do navio, ele chega a se tornar um competente marceneiro e agricultor, além de pastor de cabras e profundo conhecedor da Bíblia – a única leitura disponível. Sem contato com qualquer ser humano por mais de duas décadas, certo dia Crusoé salva um nativo do assassinato por canibais que haviam aportado numa das praias da ilha, e logo o faz seu criado, dando-lhe o nome de Sexta-Feira. Alguns anos mais tarde, o acaso leva um navio inglês às proximidades da ilha, dando início a um longo conflito com a tripulação amotinada.
O livro também conta com uma alentada introdução de John Richetti, professor emérito de literatura inglesa na Universidade Columbia e reconhecido especialista na obra de Daniel Defoe.

Belezura marinha

LALAU, LAURABEATRIZ – Editora Peirópolis

Lalau e Laurabeatriz homenageiam algumas das maravilhas do litoral brasileiro no terceiro livro da coleção Bicho-Poema, a primeira de livros infantojuvenis verdes. Mamíferos e quelônios ameaçados de extinção, além de terem inspirado seus versos e traços, são alvo de importantes projetos de conservação da biodiversidade marinha que apoiaram a publicação.

Divinas travessuras: mais histórias da Mitologia Grega

PRIETO, Heloisa – Editora Companhia das Letrinhas

Depois das Divinas aventuras, em que alguns deuses da mitologia grega contam suas histórias, das Divinas desventuras, narradas por Cronos, o deus do tempo, agora é a vez de Hermes, o deus da trapaça, contar as suas preferidas – que são repletas de travessuras, é claro. Muito arteiro, ele fala sobre o dia em que roubou os novilhos de seu irmão Apolo; sobre quando ajudou, com sua tamanha esperteza, seu tataraneto Odisseu a vencer o gigante Polifemo, entre demais peripécias.
São histórias que ensinam sobre a mitologia grega e seus deuses – como o poderoso Zeus e a vingativa Hera, entre outros -, em um tom divertido e próximo do leitor, por conta da narrativa do faceiro Hermes. Ao final, um glossário apresenta a vida dos principais personagens do livro.

A arte

DUARTE, Rodrigo – Editora WMF Martins Fontes

Como falar da reflexão filosófica sobre a arte, de Platão a Theodor Adorno e Walter Benjamin, sem simplificar, em linguagem acessível a quem nunca estudou filosofia, e – detalhe fundamental – em menos de 50 páginas? Rodrigo Duarte opera um “milagre” nesse fascinante livro da coleção Filosofias: o Prazer do Pensar, pilotada por Marilena Chaui e Juvenal Savian Filho.

Dirigido a estudantes e perfeito para quem quer começar a pensar a respeito do tema com rigor, ele se inicia exatamente com Platão, primeiro autor de reflexões sobre questões artísticas: “ele reconhece a universidade e profundidade da arte, mas também pretende exercer uma forma de controle sobre suas manifestações”. Não esquece a arte como “imitação da natureza” decretada por Aristóteles. Abre espaço para “o prazer desinteressado” de Kant (“não está em questão a posse do objeto que nos propicia o prazer, mas tão somente uma vivência sensível específica”) e para o desprezo de Hegel pelo belo natural: “só merece o adjetivo ‘belo’ o objeto estético (…) produzido pelo homem com intenção explícita de falar à sensibilidade em sua conexão com a razão”.

Solange Braga
Bibliotecária

Assine nossa newsletter