fbpx

HAICAI de Natália Yukari recebe menção honrosa – 9º ano

O Concurso Mundial de Haicai para Crianças até 15 anos teve participação de alunos do 9º ano do CSA que concorreram representando o Brasil inteiro.

 A aluna do 9º ano B do Ensino fundamental, Natália Yukari Kashiwaqui de 13 anos, teve seu haicai selecionado entre os que mereceram menção honrosa no concurso nacional promovido pela Fundação JAL. Após algumas aulas para tomar contato com esta manifestação poética, a leitura de vários exemplos e a assimilação da estrutura concisa e singelamente libertadora do poema, os alunos foram instigados a por a mão na massa ou, mais precisamente, empunhar a pena e deixar a poesia no papel. (Confira o haicai abaixo em destaque.)

Quero te abraçar

Mesmo que seja num sonho

Um sonho eterno

                                            Natália Yukari

Apesar da aparente simplicidade, os alunos sentiram um pouco a graça do trabalho do poeta. Como já enunciou Thomas Edison sobre a genialidade humana: “gênio: 1% de inspiração e 99% de transpiração”, assim entre a impressão de construção fácil ao tomar contato com os haicais apresentados e a produção autoral os nossos alunos suaram um pouco. A conquista da Natália é também o resultado do trabalho de todos.

Nesta edição com o tema “Sonhos”, 965 estudantes foram inscritos, sendo os 10 melhores premiados e mais 40 agraciados com menção honrosa. O concurso é uma tradição da Japan Airlines – JAL aqui no Brasil e no mundo e há mais de vinte anos o Colégio Santo Agostinho estimula seus alunos para esta tradicional manifestação poética de origem japonesa.

O concurso realizado em fevereiro e março deste ano contou com inúmeras participações  de escolas dos estados de São Paulo e Paraná, que possuem mais ligação com a imigração japonesa. Os 10 melhores foram traduzidos para a língua inglesa pela própria organização do concurso e concorrerão em nível mundial.

 

Homenagem

Passando o bastão! 

As antigas teorias dos ciclos podem explicar, ou talvez seja mera coincidência. Fato é que a primeira vez em que o Colégio Santo Agostinho participou do concurso de haicais da JAL em 1993, contou com o entusiasmo da saudosa professora Lúcia Helena Nascimento a quem presto aqui uma pequena homenagem. Nesta época eu era apenas um aluno dos primeiros anos do ginásio.

Guardo na memória as aulas sobre este tipo de poema tão curto, às vezes simples, às vezes profundo, sempre singelo e inspirador. Gostei daquilo, lembro que foram algumas aulas e fiz vários!

Mas o haicai que ficou registrado na minha mente até hoje foi um que também foi selecionado à época e acabou sendo parte do livreto publicado aqui e no Japão dois anos depois das já citadas aulas de redação: Haiku by the children – Brazil.

Agora, eu quem sou o professor e com alegria posso almejar dizer que tento carregar o bastão deixado pela professora Lúcia: é uma aluna das minhas turmas quem conquista destaque com seu haicai.

Vai saber daqui vinte anos!

capa

Capa do livro publicado em 1995 com haicais de crianças brasileiras;

no detalhe, o haicai do então aluno.

  Paulo Roberto Laubé, professor de Língua Portuguesa

 

Assine nossa newsletter